Amor por Acaso - Capitulo 12

quarta-feira, julho 17, 2013 | | |
                  
(Seu/Nome) P.O.V's

 Eu nem prestei muita atenção no filme porquê eu estava me sentindo enjoada... *TOC TOC* (barulho de alguem batendo na porta)

Você: Quem é? -Perguntei
XXX: O menino mais lindo e fofo do mundo -Gritou do outro lado da porta, essa voz não era estranha
Harry: Mas eu já tou aqui dentro! -Gritou Harry zoando com a cara da 'pessoa' do lado de fora
XXX: Abre logo, sou eu, Niall! -Gritou sem paciencia, e assim fiz, abri a porta e o Niall entrou, me sentei do lado do Harry, mas Niall continuou em pé olhando a gente
Você: Iai? tudo bem? -perguntei
Niall: Sim sim, mas acho que com você não está tudo bem... -Respondeu
Você: Porque não estaria? -Perguntei já sabendo da resposta
Niall: (s/n), estou aqui pra te levar no hospital! -Falou autoritário
Você: Para Niall, eu não vou! -Falei fazendo birra que nem uma criancinha
Niall: Sim, você vai! -Ordenou
Você: Niall, você não é meu pai, me deixa! eu não vou! -Falei realmente irritada
Niall: Vim aqui só pra isso e não vou perder viagem!
Você: Harry ! -Falei olhando para ele, esperando que ele falasse algo para que Niall desistisse dessa idéia
-(s/n), desculpa, mas eu acho que o Niall tá certo e..... - Nem terminei de escultar o final da frase dele e me levantei do sofá e subi, com muita raiva - (s/n) espera!! -Escultei Harry gritar enquanto eu subia as escadas, mas eu ignorei, eu estava mais enjoada ainda, acho que dessa vez foi o sistema nervoso, senti meu estômago apertar e uma imensa vontade de vomitar.... puts, não tinha hora melhor não ? mas eu não ia brigar com o meu próprio estômago né? então... corri para o banheiro que tinha no quarto do Harry, levantei a tampa da privada e comecei a vomitar.



Fechei os olhos para não ver o que tinha saído, escultei a voz do Niall...
Niall: (s/n)? - Sim, ele estava na porta do banheiro me vendo vomitar, MERDA, MIL VEZES MERDA! então abri os olhos, e quando olhei para o Niall, ele parecia está mais assustado do que o Zayn no dia que quase vomitei no carro dele.. decidi saber o motivo da preocupação do Niall, e olhei para a privada.... AI MEU DEUS! QUE MERDA É ESSA? Tinha SANGUE no vaso sanitário! Limpei minha boca com a minha mão, e tinha muito sangue nela.. Niall me pegou pelo braço e me colocou na cama, eu encostei sem querer a minha mão em sua camisa e ficou uma mancha enorme de sangue
Você: NIALL! O QUE É ISSO? –Perguntei desesperada! Minha barriga doía muito, e a cada vez, eu me sentia mais fraca
Niall: Calma (s/n), eu vou chamar o Harry pra te levar pro hospital! – Ele tentava manter a calma pra não me deixar mais desesperada.... antes dele se levantar para ir chamar o Harry, o mesmo apareceu na porta
Harry: NIALL, O QUE É ISSO NA SUA CAMISA? É SANGUE? -Harry perguntou muito, MUITO, muito desesperado mesmo
Niall: Vamos Harry, rápido, leva a (s/n) pro hospital! – gritou e pelo que eu pude perceber, o Harry me pegou no colo o mais rápido possível e me levou pro carro, o Niall foi dirigindo e o Harry foi atrás comigo, eu não sei o que estava acontecendo comigo, eu estava consciente, via todos os movimentos, escultada tudo, só não tinha forças para me mexer e nem pra falar, eu estava tão fraca que quase não conseguia manter os olhos abertos, o que estava preocupando o Harry mais ainda
Harry: (s/n), NÃO FECHA O OLHO, POR FAVOR (S/N), NÃO FECHA O OLHO! – Ele pedia desesperadamente, eu tentava falar que eu estava bem, para ele não se preocupar, mas eu realmente não conseguia, senti algo molhando cair na minha mão, se não me engano, era o Harry chorando... – MAIS RÁPIDO NIALL! MAIS RÁPIDO! –Ele gritava
Niall: ESTOU INDO O MAIS RÁPIDO QUE POSSO! JÁ ESTAMOS CHEGANDO!
Harry: (s/n) por favor, não fecha o olho! Tenta falar comigo! Fala alguma coisa! – Falou Harry entre soluços, eu tentava, mas não conseguia, ai meu Deus, eu não queria ver o Harry daquele jeito.... eu estava me esforçando o máximo para falar, mas a merda da minha voz não saía.
Niall: RÁPIDO, RÁPIDO! – Escultei Niall gritar pra Harry, que logo me pegou no colo e saiu correndo para dentro do hospital, e senti alguém me colocar deitada em uma “cama”, se eu não me engano, era uma maca. Harry tinha segurado a minha mão o tempo todo, desde em casa até o hospital, e ele não tinha largado nem no momento em que me deitaram na maca, escultei um dos enfermeiros falar para o Harry me soltar pois ele não podia entrar na sala...



CONTINUA ...

Nenhum comentário:

Postar um comentário