Imagine com Harry Styles - Irresistible

sexta-feira, outubro 03, 2014 | | |



ATUALIZADO : 07/10/14

Musica indicada: Through The Trees – Low Shoulder

Por entre as árvores
Vou encontrá-lo
Vou curar as ruínas deixadas dentro de você 
Porque eu ainda estou aqui respirando agora
Eu ainda estou aqui respirando agora
Eu ainda estou aqui respirando agora
Até que eu me liberte
Vá tranquilo por entre as árvores!


~ VOCÊ ~ 



Era uma tarde nublada de domingo, as folhas já caiam de suas árvores, formando pilhas nas calçadas: era outono, minha estação do ano preferida. Não sei porque, mas desde pequena aprecio essa estação, as pessoas são mais felizes, elas sorriem mais umas com as outras, as famílias ficam mais unidas, talvez eu invejasse isso, talvez ...

Estava sentada no parque observando a natureza, as folhas de outono sempre me fascinaram, sua cor, sua história ... tão lindas mas quando chega a hora simplesmente deixam sua árvore, é como se fosse a hora da partida de um ser humano. Olhando crianças, famílias e casais, fico pensando no porquê de minha infância não ter sido tão feliz, por minha adolescência/adulta não estar sendo tão fácil como a de outras pessoas. A vida às vezes nos prega cada peça não é mesmo? Nos força a sermos fortes, nos força a enfrentar algumas situações de cabeça erguida.

Ultimamente ando fazendo muito isso: pensar. Ah, pensar! O velho banco de madeira que havia no centro da praça era minha companhia nas tardes que passava ali, apenas a observar e refletir. Mas nesse dia, nesse dia pude ver algo diferente ao redor daquele parque, sentado perto de uma árvore havia um garoto, ele encarava as folhas assim como eu. Seus cabelos eram cacheados e muito brilhosos , vestia um moletom cinzento e calças justas, sua cabeça acompanhava o vendo e seus cabelos também, fazendo com que seus cachos se balançassem sem parar.

Ele parecia entretido e ao mesmo tempo sério. Estava ficando tarde, e o céu já começava a formar nuvens de chuva, resolvi então voltar para casa, mas antes passaria numa pequena cafeteria que se encontrava dois quarteirões antes da minha rua. Levantei, coloquei os fone de ouvido e peguei rumo à cafeteria, mas algo inesperado aconteceu: escutei um assovio, seguido por um "Hey!", olhei para trás e vi que era o garoto que estava sentado junto à árvore, ele sorria fraco e segurava algo em suas mãos.

- Acho que você esqueceu isso! - Disse estendendo minha chave, oh Deus, mas como sou esquecida, como iria entrar em casa? Seunome você só não esquece sua cabeça, porque é grudada.

- Nossa! Estava distraída e nem percebi que havia caído do meu bolso, obrigada! - Sorri pegando a chave de suas mãos. - Você é daqui mesmo? Desculpe ser tão intrometida, mas é que frequento muito aquele parque e nunca aparecem pessoas diferentes por lá.

- Cheguei à cidade faz um mês, estava procurando um local para passar a tarde, avistei o parque e achei um bom lugar! - Ele sorria, e não pude deixar de perceber suas covinhas e o quanto era encantador, os seus traços, seu modo de falar que era carregado de um forte sotaque, talvez inglês?! Seus olhos verdes e penetrantes, ele era realmente muito bonito.

- Ah sim, legal! - Ficamos sorrindo timidamente um para o outro, estava uma clima meio estranho, então resolvi quebrar o gelo - Gostaria de me acompanhar à cafeteria? - Realmente não sei como tive coragem de convidá-lo, mas por alguma razão que não sabia qual, sentia que o garoto a minha frente, era um cara legal.

- Não seria uma boa companhia nesse momento! -Ele disse e deu os ombros me encarando

- Eu entendo! Bom foi um prazer e obrigada! -Já ia me virando quando de repente sinto algo me puxar de leve, me viro e aqueles olhos. Ah aqueles olhos verdes me devoram.

- Mesmo assim, eu adoraria, estou bem precisado de um café! Sorri e logo fomos para a cafeteria

 Ao chegar na cafeteria, sentamos numa mesa ao fundo, a mesa que sempre costumara a sentar sozinha, em 6 meses que frequento. Gosto da paisagem que dá para ver da janela, sinceramente? É um dos meus locais favoritos em toda a cidade. Sim, soa estranho ouvir que o lugar preferido de alguém é a cafeteria por conta da vista que se tem ao sentar na última mesa, mas é lindo. Sentamos um de frente pro outro, a garçonete veio e pegou nossos pedidos, logo começamos a conversar:

- Você estuda? - A voz dele soou calmamente como uma leve canção de ninar

- Terminei o ensino médio ano passado, agora me dedico ao sonho de ser veterinária. E você?

- Sou advogado! Na verdade estudo pra ser um. - Logo a garçonete chegou com nossos pedidos, dois capuccinos com chantilly.

- Você não parece advogado!

- Porque?

- Porque estava sentado em uma praça encarando folhas!

- Então você estava me vigiando? - Disse erguendo uma sobrancelha, corei instantaneamente, mas logo ele completou dando uma gargalhada, que por sinal julguei ser a gargalhada mais gostosa do mundo. - Calma, foi só uma brincadeira!


[ ... ]

A nossa conversa se estendia de uma forma maravilhosa, Harry esse era seu nome, tinha um gênio brincalhão, quase não acreditei quando ele me disse que estudava Direito. Ele não tinha um sembrante de futuro advogado, talvez de ator ou cantor mais advogado não.

O tempo foi passando, já havíamos terminado nossos cafés, mas a conversa não tinha fim, em 3 horas que estávamos sentados naquela mesa, ríamos de tudo, conversávamos de tudo, parece clichê, bom, na verdade é clichê, mas era como se eu o conhecesse há tempos, me sentia bem, me sentia a vontade de compartilhar histórias que nunca contei a ninguém a ele.

- Que tal darmos uma volta? - Harry sugeriu.

- Mas não acha que está muito tarde? Não posso demorar a voltar eu .. - Ele me interrompeu.

- Vamos. - Levantou e me puxou pela mão, levantei e não consegui deixar de sorrir, ele era tão espontâneo em seus atos.

[ ... ]

Não sabia bem para onde estávamos indo, era por volta das 22h00 da noite, caminhávamos conversando, muitas vezes Harry me colocava em suas costas e ríamos feito duas crianças bobas que não tinham o que fazer da vida. Por fim, paramos no mesmo local de que partimos: a praça.

Deitamos na grama e viramos um de frente pro outro, apenas ficamos nos olhando. Era incrível a tranquilidade que me passava, eu poderia ficar olhando em seus olhos pra sempre que não iria me importar. Seu rosto era perfeitamente escupido por anjos. O silêncio tomava o lugar, por fim nos viramos e ficamos observando o céu, tudo estava a nosso favor naquela noite, o céu estava maravilhosamente estrelado, a noite de outono estava fria mas nem tanto para não podermos sair de casa, e a companhia mais que perfeita.

- Na verdade, não quero ser um advogado! -Ele disse quase como um sussurro

- Como assim?

-Meu pai é quem quer que eu seja isso, na verdade quero ser cantor, sabe? Multidão de fãs gritando seu nome e cantando suas músicas! - Por alguns estantes ele encarou o céu e depois voltou seu olhar para mim

- É um belo sonho, deveria correr atrás dele! Cante pra mim!

- Cantar? Como .. agora? - Ele pareceu confuso

- É claro, você não quer ser cantor? Cante para mim Harry Styles!

Então Harry sentou-se, apoiou seu violão em uma de suas pernas e começou a cantar.

Irresistible

Não tente me fazer ficar Ou perguntar se eu estou bem
Eu não tenho a resposta Não me faça ficar a noite
Ou perguntar se eu estou bem Eu não tenho a resposta
Mágoa não dura para sempre Eu irei dizer que estou bem
Meia-noite não há tempo para rir Quando você diz adeus
Faz seus lábios tão beijáveis E o seu beijo imperdível
Suas pontas dos dedos tão tocáveis E seus olhos irresistíveis
Eu tentei me perguntar Eu devo ver outra pessoa? Eu gostaria de saber a resposta
Mas eu sei que, se eu for agora, se eu deixar
Então eu estou comigo mesmo hoje à noite
Eu nunca vou saber a resposta Meia-noite não dura para sempre
Escuro se torna luz Dor no coração vira meu mundo ao redor
Eu estou caindo, caindo, caindo Esse é o porque
Faz seus lábios tão beijáveis E o seu beijo imperdível. 
Suas pontas dos dedos tão tocáveis E seus olhos, seus olhos, seus olhos, seus olhos, seus olhos, o seus Olhos... irresistíveis!


Enquanto ele cantava não conseguia tirar meus olhos dele, Harry tinha seus olhos fechados e parecia sentir a letra da música, ele cantava com tanto amor, com tanto sentimento que era impossível não se emocionar. Não sei, acho que em tanto tempo sozinha, sem um ombro amigo, Deus colocou em minha vida um anjo, um anjo cacheado sedutor e um tanto engraçado mas que só em um dia que nos conhecemos, fez me sentir bem, me sentir viva novamente, e até mesmo com vontade de amar.

Assim que terminou de cantar, Harry abriu seus olhos e me olhou fixamente, parece que me examinava, seus olhos queriam dizer algo que sua boca não conseguia falar. E então depois de minutos de silêncio ele se pronunciou:

- E então? - Sorriu

- Sinceramente?! Foi a música mais bonita que já escutei, não só pela letra tocante, mas pela forma que canta ... seus olhos, o seu jeito, dá pra ver o quanto você ama a música, você tem talento Harry, merece ir longe!

- Se eu te contasse que escrevi ela hoje você acreditaria? - Disse sério.

- Hoje? Mas ... como? Uau. - Falei impressionada.

- Sim hoje ... - Senti Harry se aproximar, e então senti uma de suas mãos tocando levemente meu rosto, estremeci com seu toque e fechei os olhos. Pude sentir o frescor de seu hálito batendo contra minha pele, ele estava cada vez mais próximo e de verdade? Eu não negaria nada que viesse a seguir, pois eu queria.

Harry então tomou a iniciativa e começou um beijo, leve como algodão, seus lábios encontravam os meus numa calma e necessidade inexplicável, eu jamais havia sido beijada desse jeito. Harry então pediu passagem e nossas línguas se encontraram em um beijo romântico, com carícias, minha mão estava em seus cabelos, suas mãos estavam uma em minha nuca, enquanto a outra se encontrava em minha cintura.






Nos separamos quando o ar se fez presente, nossos olhos se encontraram, e então tudo que pude fazer foi sorrir, Styles segurou minhas mãos e em seguida completou:

- "Irresistible" sabe o porquê de escolher esse nome? - Perguntou me olhando.

- Não ... - Respondi sincera.

- " Irresistível", a primeira coisa que pensei ao ver você sentada naquele banco, tão entretida olhando as folhas, mesmo de longe pude perceber e simplesmente a inspiração veio: você!


Naquele momento juro que realmente me faltou palavras, meu coração deu saltos e rodopios, senti algo que sinceramente não pensava que iria sentir mais: amor. Seja como amigos, ou seja como um casal, assim é o destino, sempre pregando peças em nossas vidas, trazendo e tirando pessoas do seu caminho, nos tirando sorrisos e lágrimas. Mas de uma coisa eu tenho certeza, as coisas não acontecem por acaso. E o resto? Deixa que o destino cuida.


FIM!


Oi minhas lindas! Queria me desculpar pela ausência, eu estava mesmo sem criatividade. Fiz esse imagine ontem inspirado em outro imagine com o Ed Sheeran que eu postei faz um tempinho no meu blog! (www)
Quer uma capa para sua fic? FORMULÁRIO DA TIA LIZ, faça seu pedido! Twitter : @ToledoLiz


Batidinha sexy ~



Ahh, vocês viram Steal My Girl?! Eu pirei gente que música perfeita. E a Hayley? Acusando a 1D de plágio!!  Esperamos uma semana melhor para todos *-* Beijos na bunda do Louis, espero que tenham gostado e fui né! 

5 comentários: