Before | Capítulo 2

segunda-feira, junho 08, 2015 | | |


Rose

- Hey, cuidado com o a pá! - meu pai gritou no momento que a pá de ferro caiu e eu tirei o pé, impedindo de ser atingido. Olhei para ele que riu baixo e se agachou perto do buraco que havia cavado. - Essas ferramentas são um perigo.

- Claro. Ainda mais para quem está perto de quem as utiliza - sorri meiga para ele que riu novamente.

- Me passa essa muda, por favor. Cuidado - disse quando a quase derrubei por conta do peso.

 Nós estávamos plantando uma Acer Palmatum, aquelas com folhas iguais as da bandeira do Canadá. A senhora Stylinson havia pedido para enfeitar mais os jardins. No jardim da frente plantamos duas cerejeiras e o Acer iria ficar aqui no dos fundos.

- Adoro essa árvore - me agachei ao seu lado, empurrei a terra úmida em direção a raiz, a cobrindo. - Ainda mais no inverno e no outono quando as folhas mudam de cor e depois caem. Tem que as varrer depois, mas faz parte - rimos.

- Pronto - meu pai se levantou e pegou o regador. Me levantei e o observei molhar a pequena árvore que já tinha 1,20 de altura.

- Óia a árvori - olhei para o lado e o pequeno ser loirinho chamado Niall corria em nossa direção. Ele parou próximo e ficou a encarando com os olhinhos brilhando. - É pro Natal? - me encarou com esperança.

- Não, é só para deixar o jardim mais bonito. Você gostou? - ele assentiu rápido e voltou a olhar a árvore que é maior que ele.

- Quando é o Natal?

- Vish, ainda vai demorar alguns meses - um biquinho se formou em seus lábios, eu e meu pai rimos.

- Deixa eu vê? - estendeu os bracinhos. Tirei minhas luvas sujas de terra e o peguei no colo. - Óia tem um bichinho! - apontou para a joaninha que pousava em uma das folhas.

- Uma joaninha.

- Lá na minha casa tem um biscoito de juaninha, sabia? E tinha do elefante, zebla também! Só que eu comi.

- Sério? - ele assentiu sorrindo.

- Niall! - uma voz rouca o chamou. Sim, ele, o pesadelo e o sonho das minhas noites. - Vem comer o lanche da tarde. A empregada fez um bolo.

- Ebaaaaaa! - se debateu em meu colo, o soltei e ele saiu em disparada para dentro da casa. Levei um susto quando passou perto da piscina e quase escorregou.

- Esse vai trabalhar na gastronomia quando crescer - disse meu pai, pegando a pá.

- Sim. Como degustador - rimos.

 E meu sorriso foi se fechando ao perceber que Harry ainda estava ali. Ele se escorou no murinho entre o jardim e a piscina, e me encarou com um sorriso sarcástico, enquanto dava uma mordida em uma maçã. Balancei a cabeça, comecei a ajudar meu pai a recolher as coisas fingindo não me importar com sua presença.

HARRY

 Essa garota pensa que eu não noto, mas sei e às vezes a pego me fitando por minutos. Seu jeito é meio desajeitado, se veste com o dobro de roupas que as meninas de hoje em dia usam. Tão meiga e inocente, pensei balançando a cabeça negativamente.

 Passei pela porta balcão que tem entre a área da piscina e a cozinha. Niall já pulava animado, agarrando a barra do vestido da empregada, enquanto a mesma colocava o prato com o sanduíche na ilha da cozinha. Puxou uma das banquetas e o colocou sentado ali.

- Você nunca perde a animação em comer, não é, Niall? - ele nem deu muita atenção ao que ela disse e atacou o pão a sua frente, a fazendo rir. Balancei a cabeça novamente, ele tem um buraco enorme na barriga para um menino de 3 anos. - Não vai querer nada mesmo, senhor? Posso preparar se quiser - se voltou para mim. A olhei de cima para baixo, ela era alguns anos mais nova que a nossa empregada anterior, e acho que ficou bem animada em saber que trabalharia em uma casa com dois adolescentes.

- Não - disse firme. - Passei em uma lanchonete antes de vir e acabei de comer uma maçã - joguei o que sobrou na lata de lixo, errei o alvo e ela saiu rolando pelo chão.

- Você não sabe simplesmente colocar dentro da lata? - Louis perguntou impaciente. Pegou a maçã do chão, que parou em seus pés, e caminhou em minha direção. - Você sabe muito bem que não adianta tentar evitar o jantar, o pai vai querer ter uma conversa com você do mesmo jeito - disse entre dentes, colocou a maçã comida na minha mão e foi até a geladeira.

 Revirei os olhos e a arremessei de novo, dessa vez acertando dentro do lixo. Fui para a sala, peguei o controle remoto e me joguei no sofá. Quando se tem uma vida boa, tem que se aproveitar.

 Poucas horas depois, meu pai chegou e subiu direto para o andar de cima, dizendo que depois de seu banho queria todos na mesa de jantar. Minha mãe deu apenas um suspiro e foi para a cozinha, avisar a Susane para arrumar a mesa. Eu estava deitado de lado no sofá e a acompanhei com o olhar. Meu celular começou a vibrar no bolso, ergui um pouco o quadril para o pegar.

- Alô - atendi, dando um suspiro.

- Ué, não tem mais meu número salvo? - a voz em tom risonho de Ellie soou do outro lado da linha. Soltei outro suspiro, mais desanimado ainda.

- Tenho. Mas não olhei direito a tela antes de atender.

- Está de mau humor, meu bem? Quer marcar um outro encontro? - com certeza um sorriso malicioso deve ter se formado em seu rosto.

- Já tivemos um ontem, Ellie - revirei os olhos. - E estou pensando já em fazer o trabalho de Literatura, preciso de nota para esse semestre - mentira, só preciso de uma desculpa.

- Ah. Então até a escola - disse e desligou.

 Adoro garotas que gostam de uma boa transa sem compromisso, Ellie é uma dessas, mas por algum motivo ela não larga do meu pé. Tenho que resolver como vou despacha-la depois. Meu pai desceu as escadas, Louis veio logo em seguida. Ele fez um sinal para mim ir para a sala de jantar.

 Comíamos em silêncio, como sempre, só às vezes que minha mãe ou meu pai perguntavam sobre nosso dia, a escola, etc... E contavam como foi o dia no trabalho. Só Niall, particularmente, sempre ficava animado, mas depois capotava nos braços da mãe, com a barriga cheia.

 Meu pai me encarou durante o jantar inteiro, eu fingia não me incomodar e continuava a comer. Ele terminou de beber seu suco e juntou as mãos entrelaçadas na frente dos olhos, ainda mantendo seu olhar sobre mim.

- Fez alguma outra coisa de interessante hoje, Harry?

- Não. Só sai com meus amigos mesmo - dei de ombros, indiferente.

- Mas isso é interessante - estreitei meus olhos para ele. O que ele quer? Minha mãe deu a última colher de comida para Niall e olhou na minha direção, curiosa. - Vejo que já terminou, então acho que pode me acompanhar até meu escritório.

- Achei que estivesse ocupado - tentei desviar da nossa conversa chata, que provavelmente, teríamos.

- Tenho um tempinho antes de checar as economias dos negócios. Vamos - se levantou. Me levantei a contra gosto. Olhei de relance para Louis, ele bebia seu refrigerante, me encarando com a sobrancelha arqueada.

 O segui até seu escritório que era na parte térrea mesmo da casa. Ele se sentou na cadeira estofada atrás de sua grande mesa de mármore e indicou para que eu me sentasse na cadeira à sua frente. Assim fiz.

- Você sabe que eu te peguei fumando ontem aqui com seus amigos - disse, sério. - Mas só agora tive tempo de conversar. Antes, me diga uma coisa: foi algo mais além do que só aquele cigarro? 

- Não, pai. Só foi apenas aquele rolo inútil de tabaco - falei, evitando revirar os olhos. 

- Se é inútil, então por que estava com ele? - não respondi, sei que isso está mais para uma pergunta retórica, já que qualquer coisa que eu fale, ele irá rebater. - Harry, eu sei que não tenho muito tempo para a família reunida, mas não quero que meus filhos sigam para o caminho errado. 

- Só estava curtindo com os meus amigos - me sentei direito, para debater. 

- Então não quero que ande com esse tipo de amigo! - elevou um pouco a voz, revirei os olhos. - Você só tem 15 anos, Harry Stylinson! Sua mãe me conta de suas aventuras - franzi as sobrancelhas. - Não adianta fazer essa cara de confuso. Ela pode ser ocupada às vezes, mas é mãe e sempre fica de olho em seus filhos. E você sabe que ela proibiu qualquer tipo de cigarro para qualquer um de nós, ainda mais depois que seu avô morreu por causa dessas porcarias.

- Eu sei - confirmei, contrariado. Meu pai foi de encontro encosto da cadeira, me observando. 

- Acho que já sei do que você precisa, filho - ele pegou uma caneta no porta canetas e ficou brincando com ela nas mãos. - Você precisa de algo mais útil para ocupar seu tempo. Vou te incluir nos negócios da empresa - começou a mexer em alguns papéis.

- O quê? Eu não quero fazer isso! Para que vou fazer algo naquele lugar, se ainda tem o Louis? - perguntei, indignado. Ele apenas me olhou, continuando a procurar sei lá o que.

 Sentei relaxado também, olhando para os lados. Estou no meio da minha adolescência, não quero nada de negócios, só quero aproveitar antes de vir todo aquele papo de faculdade e ter que fazer alguma coisa da vida. Além do más tem o Louis. Ele é o primeiro filho e que tem que pegar a chefia dos negócios.

- Aqui - disse meu pai, me fazendo voltar o olhar para ele. - Leia estes artigos e depois quero um resumo na minha mesa -  abri a boca, mas ele continuou: - Harry, só estou pedindo para você ler e escrever. Você faz dissertações na escola, suponho, certo? Então já pode ir - se inclinou novamente sobre a cadeira. Seu olhar me intimidava a não falar nada. 

 Peguei aqueles papéis a contra gosto e subi para o meu quarto. Os joguei em minha escrivaninha. Me joguei na cama, mexendo no celular. Se ele, meu pai, fez isso por causa de um cigarro, em um momento meu de revolta posso fazer algo que ele fique louco, e que eu já estava pensando em fazer há um tempo, mesmo sendo menor de idade. Comecei a procurar por tatuagens na Internet. 

 Depois de um banho tomado, desci para a sala. James, o chofer e caseiro da casa estava na sala conversando com a minha mãe. Uma pequena pessoa saiu de trás dele. Me escorei na parede, observando a inocente Rose. Ela percebeu minha presença poucos segundos depois e voltou a se esconder atrás do corpo do pai.

 O canto da minha boca se levantou, em um meio sorriso. Aí sim está uma coisa que precisa da minha atenção.


Hey, hey, girls!
Como vão? Sorry pela demora, vida corrida e pouco tempo para escrever não combinam </3 Niall bebê é tão mordível. Espero que gostem do capítulo, o próximo será postado pela diva da Liz. Por falar nela, visitem o blog liamdo dela, recomendo. E quem já é leitora de lá e gosta de Criminal Passion, pretendo postar o próximo cap essa semana <3
Até o próximo.
Bjãoxx

Blog da Liz >>>>> Sonhos com 1D

13 comentários:

  1. Wendy directioner :) dyh;)8 de junho de 2015 18:19

    Eu sou leitora e vou aguardar o cap de CP *-* lol e também conheço o blog da liz ♡-♡
    Primeiro comentt <33333
    Cap perfect ♥ pois é niall bebê é tão mordivel <3333*-*♥♡ e não se preocupe eu a compreendo por ter uma vida corrida e acho que as outras leitoras também compreende você liamdaaaaa (síndrome de liam) styles recebendo Bronca do sr.stylinson e o Louis não:) lou tão quietinho <333333333 stylinson eu não preciso da sua atenção não vai da atenção pra ellie vai :( vaiiii não da atenção pra mim \o/ lol *-*♥-♥
    Aiii amo seus caps eita deixa eu ir que ja fiz um texto

    Bjus :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wendy directioner :) dyh;)8 de junho de 2015 18:23

      E não é que foi um texto mesmo !!!! Eii tenho uma pergunta os outros meninos vão aparecer ???

      Bjus liamdaaaaaaaaaaaaaaa (síndrome de liammm) kscksckscksckscKsckscksckscksc
      Bjus

      Excluir
    2. Louis um amor de pessoa,veremos haha' Eu e a Liz gostamos de textinhos kkkkk' E sobre a pergunta, nós ainda não conversamos sobre isso, eu sugeri o Niall como bebê pq ele realmente fica mordível >< E obrigada! Malikisses

      Excluir
    3. Wendy directioner :) dyh;)8 de junho de 2015 19:30

      Nada !!! E realmente foi uma escolha ele fika tão tao tão tão tão tão tão fofinho *-*<3333333333333
      Bjus

      Excluir
    4. Wendy directioner :) dyh ;)8 de junho de 2015 21:23

      Boa escolha * bjus

      Excluir
  2. eu amo textinhos! - eu aqui me intrometendo -
    thami vc é uma fofa cara, eu já disse isso minha diva?
    CP é tão amorzinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Wendy directioner :) dyh ;)8 de junho de 2015 21:11

      Não ta se entromentendo não liamdaa (síndrome de liam ) !!! CP é mesmo um amor *-* !!! Duas divas liz !! Vocês são duas divas liamdas pefects <333 *-* ;) ♡ ♥

      Excluir
    2. Wendy directioner :) dyh ;)8 de junho de 2015 21:16

      Perfects* bjus

      Excluir
    3. Que nada, Liz, a casa também é sua, ops... A fic também é sua haha' E obrigada as duas, adoro quando escrevo CP <3 (Ps: Liz, you are my diva <3)

      Excluir
    4. hahaha
      you are my diva, thami ♡
      wendy é um amorzinho ♡

      Excluir
  3. Wendy directioner :) dyh ;)10 de junho de 2015 11:07

    Obrigado liz ♥ thammy e liz you two are my divas ♡*-*♥

    ResponderExcluir
  4. Que Cap perfeito, parabéns <3

    Pode dar uma lida na minha fic? http://my-bieber.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir